sexta-feira, 22 de junho de 2012

Prazer da Noite - Night Pleasures



Prazer da noite de Sherrilyn Kenyon
Edição: 2009
Páginas: 304
Editor: Edições chá das cinco

“Querida leitora, Alguma vez quis saber como era ser imortal? Viajar pela noite caçando os vampiros que perseguem os humanos? Ter riqueza e força ilimitadas? Essa é a minha vida e é escura e perigosa. Sou herói de milhares, mas ninguém me conhece. E adoro todos os minutos. Pelo menos era o que eu pensava até que, certa noite, acordei algemado ao meu pior pesadelo: uma mulher conservadora, de camisa apertada de cima a baixo. Ou, no caso de Amanda, abotoada até ao queixo. É inteligente, sensual, espirituosa e não quer ter nada a ver com o paranormal, por outras palavras, comigo. A minha atracção por Amanda Devereaux vai contra tudo aquilo que represento. Já para não dizer que, da última vez que me apaixonei, isso me custou não só a minha vida humana como a minha alma. Ainda assim, sempre que olho para ela, dou por mim a desejar tentar de novo. A desejar acreditar que o amor e a lealdade existem. Ainda mais perturbador, dou por mim a perguntar se haverá alguma forma de uma mulher como Amanda amar um homem cujas cicatrizes da guerra são profundas, e cujo coração foi ferido por uma traição tão selvagem que não sei se voltará a bater de novo.”
Kyrian da Trácia


Prólogo:

“  Uma antiga lenda grega
Nascido na riqueza extrema, Kryrian da Trácia exibia o seu charme e o seu carisma com a mesma força com que exibia a sua espada. Corajoso e destemido, dominava o mundo em seu redor e não conhecia mais que o lado apaixonado da sua natureza.
Ardente, selvagem e inquieto, vivia no limite.Não conhecia o perigo nem quaisquer limitações.O mundo era seu e tinha jurado desfrutá-lo até às últimas consequências.
Com a força de Ares, o corpo e o rosto de Adónis e os dons sensuais de Afrodite, era desejado por todas as mulheres que o viam. Queriam-no para si, sonhavam possuir o orgulhoso príncipe guerreiro cujo toque, se dizia, era o mais próximo que qualquer mulher alguma vez conseguiria chegar ao paraíso.
Mas este não era um homem cujo coração fosse facilmente domado.
Era um homem que vivia o momento, que vivia para os seus sentidos e para a louca satisfação de todos os seus desejos.Amava o prazer, tanto o dado como o recebido.
Pois ele era paixão. Desejo.Todas as coisas sensuais e quentes.
Um guerreiro nato, era respeitado e temido por todos os que o conheciam. E, numa altura em que o Império Romano se mostrava invencível, tinha, sozinho, repelido os romanos com uma alegria própria do guerreiro e coberto de riquezas e glória o seu nome e a sua pátria.
Durante algum tempo, disse-se que seria o Senhor do mundo conhecido.
Até que um acto de traição brutal fez dele o Senhor da Noite.
Agora percorre o reino das sombras, entre a Vida e o Submundo. Nem homem nem besta; ele é algo totalmente diferente.
É Solidão. É Escuridão.
É uma sombra na noite.
Um espírito, inquieto e só, cujo destino é salvar os mortais que o odeiam e temem.Jamais conhecerá o descanso ou a paz até conseguir encontrar a única mulher que não o trairá. O único coração puro capaz de ver para lá do seu lado negro e trazê-lo de volta à Luz.”

Sem comentários:

Enviar um comentário