segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Opinião Jogos na Noite







Título Original: Night Play
Título: Jogos na Noite (Predadores da Noite nº5)
Autora: Sherrilyn Kenyon
Editora: Saída de Emergência
Edição: Janeiro 2011


Opinião do Blog " Ler Por Gosto Não Cansa!"


"Se misturam uma mulher roliça e bondosa, com um Passado lixado e farta de homens, com um lobo que final é um homem todo jeitoso, com uma queda por mulheres roliças e bondosas, com um Passado lixado... ok já perceberam... é mais que certo que vou adorar!
Sem contar com o livro do Acheron, este é o meu favorito até agora. O que só prova que lobisomens são o meu aperitivo preferido nestes livros cheios de coisas boas e saborosas.
A marca das Parcas em Bride foi talvez o mais óbvio. Penso que a atracção normal entre duas personagens chega perfeitamente, mas pronto, a Sherrilyn decidiu que mais um empurrãozinho neste casal faria ainda melhor, e quem sou eu para discordar dela?
Já tinhamos presenciado a primeira faisca entre Bride e Vane, faisca esta muito memorável apesar de subtil, e aqui vamos ter o prazer de ver essa faisca transformar-se em fogo... dos grandes!
O humor também está muito presente, como podem ver pelas minhas frases preferidas, tal como histórias paralelas do mundo animal/homem e das suas hierarquias, o que enriquece muito mais a obra e nos aumenta o horizonte em relação a este mundo fantástico dos predadores do Homem, da Noite, etc...
Por fim, devo avisar, que este volume não vai matar saudades, muito pelo contrário, vai alimentá-las, a elas e ao apetite de mais e mais. "

Frases Preferidas:
"O meu povo tem um ditado. A carne é para o homem, o osso para o cão." página 198
"A única forma de viver um amor eterno é nunca deixar que o coração esqueça como era viver sem ele." página 207
"- Ah, eu também chorava se tivesse de olhar para ti todos os dias para o resto da minha vida, Vane." página 261


Opinião do blog " BranMorrighan"


"Passados alguns meses volto ao fantástico mundo dos Predadores da Noite de Sherrilyn Kenyon. Tal como seria de esperar, foi uma leitura intensa e viciante, não me tendo demorado mais de dois/três dias a ler.
Neste volume, Jogos na Noite, a escritora leva-nos a passear por um outro mundo - o dos Predadores do Homem. Vane, que já conhecíamos de 'O Abraço da Noite' por ter protegido Sunshine, é a nossa personagem principal e é nos seus segredos mais obscuros que mergulhamos. De raça Katagaria, um ser que nasce animal e vive como tal até que ao atingir a puberdade se transforma em homem passando a ser essa a sua forma natural e não a do animal, Vane é perseguido por toda a sua família. Os pais querem a morte um do outro, mas ambos têm em comum querer Vane e Fang (o seu irmão) mortos. Do que eles não estavam à espera é que Vane tivesse desenvolvido poderes muito mais fortes do que a maioria.
Mas Vane tem agora um "ponto fraco". Bride McTierney apareceu na sua vida de forma inesperada e ele só deseja que ela fique com ele para sempre. Como irá Bride reagir quando souber que parte dele é lobo? Que ele é um ser sobrenatural?
Bride McTierney e Vane Kattalakis formam um casal inesperado e até um pouco inédito no meio da literatura romântica. Por norma, e nesta saga não é excepção, todos heróis são "deuses gregos", completamente apetecíveis e irresistíveis. Quanto às mulheres, também elas têm o seu charme e a sua beleza sendo todas maioritariamente magras. Neste romance só Vane se mantém fiel à descrição, Bride é uma mulher que veste um 48, mas que aos olhos de Vane é a mulher mais perfeita do mundo. Gostei muito da opção da escritora. De alguma maneira tornou esta série um pouco mais 'real'.
Também nos voltamos a cruzar com Kyrian, Acheron e outras personagens já nossas conhecidas. Entendemos melhor o funcionamento do famoso Santuário e ainda as razões das brigas de algumas raças com outras.
É sem dúvida uma obra fantástica, cuja história contém um pouco de tudo, desde mistério a sensualidade, perigo, carinho e muitas emoções à mistura. Agora é esperar pelo próximo. Adorei."


Veja Também: 




Links:


Sem comentários:

Enviar um comentário